Recepção dos Calouros da UFRJ

 

       No início parecia que era algoque não iria dar certo. Fomos avisados muito em cima da hora que ocorreriam as inscrições dos calouros do segundo semestre da UFRJ e organizar uma recepção tão rápido não tendia a dar certo.


       Apenas dois dias antes das inscrições, nos organizamos e cada um foi ajudando como podia. Um fez o evento no facebook pra reunir a galera, outros foram dando ideias para os cartazes, outra fez os cartazes, outros foram encorajando e ajudando a organizar, outros nos enviaram materiais para ajudar a explicar o que é o movimento, outros não puderam estar à frente, mas ficaram onde estavam orando pelo evento.      Assim, a coisa funcionou como um corpo, no qual cada membro faz a sua parte.


       Apareceram poucas pessoas para ajudar. Contudo tínhamos os cartazes, as câmeras, as pessoas certas e as ferramentas certas. Deus usou cada um da forma que quis. Com sorrisos, com abraços, com animação, com palavras de conforto e ânimo e com as fotos, nas quais foram retratados rostos desconfiados, alegres, tristes, orgulhosos, tímidos etc. Rostos de calouros, pessoas que estão começando uma nova fase da vida, que precisam de novas amizades pra direcioná-los, pessoas que serão influenciadas pelas suas amizades. 

       Creio que, se somos pessoas que verdadeiramente seguem a Cristo, somos essas pessoas que podem ajudá-los na caminhada dentro do campus, que podem influenciá-las positivamente.

      Foram mais de 600 pessoas abordadas. Tiramos fotos de muitas pessoas e entregamos os flyers explicando sobre nosso movimento cristão. Através das fotos, eles terão contato com a fan page do Alfa e Ômega Rio no Facebook e terão uma ideia de quem somos, verão os eventos que participamos, poderão ver amigos que participam do movimento e etc. Parece pouco, mas isso nos ajudará na hora de ter contato e de evangelizar, pois já saberão quem somos!

       No fim, ficou o sentimento de dever cumprido. Fizemos o que era pra ser feito e espero que o nome de Deus seja glorificado nisso tudo e que cada um tenha um encontro pessoal com Aquele que um dia nos encontrou.Flávio Freitas
Estudante de Química – UFRJ

Este texto foi feito anteriormente à mudança de nome, de Movimento Estudantil Alfa e Ômega para Cru Campus, realizada em 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *