Dia 20. Abba

“Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome.” 
(Mateus 6:9)
         Pensar em Deus como pai pode ser um desafio muito grande para os nossos dias. Vemos muitas famílias com pais ausentes e omissos. Então, temos de resgatar o sentido que Jesus busca imprimir quando propõe essa oração que atravessa os séculos.
         A palavra que Jesus usa para Pai é Abba. Abba não é bem uma palavra; é o balbuciar de um bebê de colo que está aprendendo a articular as palavras, estendendo os braços em direção ao pai. O bebê apenas sabe que, nesse colo, há acolhimento e segurança, onde pode se esquecer de si, dormir, deixar-se carregar. E não é apenas um Abba meu, mas nosso. Essa paternidade não é direcionada exclusivamente a mim, mas a todos a minha volta.
         Esse Abba, próximo e afetuoso, está nos céus, governando e santificando Seu nome em todos os lugares. Que paradoxo para nossa cultura!
         Às vezes a intimidade ou a familiaridade nos fazem perder a devida reverência com as coisas santas que nos cercam. Por isso, devemos orar “santificado seja o Teu nome”.
         Qual é a sua tendência? Aproximar-se de Deus apenas como Abba, esquecendo-se que Seu nome é Santo? Ou apenas como Santo, governador dos céus, esquecendo-se de que Ele quer estar próximo de você? 

 

         Convido você a deixar essa visão dual, e a construir uma visão integrada de Deus. Um Deus que te ama e te aceita incondicionalmente, que pode ter você nos braços e que, ao mesmo tempo, está formando em você a imagem de Jesus, que está santificando o seu nome em você. Que justamente por amor, pode te disciplinar para o seu crescimento.
 
Geovanna Orozco é formada em Ciências Sociais pela Universidad de Quito e atua como missionário da Cru Campus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *