Dia 23. Terra × Céu

         Em um reality show em que mães trocam de casa e passam a viver de acordo com os costumes de outra família, o resultado são inúmeras crises. Viver numa cultura diferente da sua é muito confrontador. Seja numa casa, seja num país diferente.
 
         Todos nós fomos criados dentro de uma cultura terrena e internalizamos, ao longo da vida, os valores deste mundo. No momento em que nos rendemos a Cristo, passamos a ser expostos a uma nova cultura, a cultura do Reino de Deus; passamos a ser confrontados como uma nova maneira de viver e que, muitas vezes, nos parece totalmente estranha, sem sentido e absurda.
 
         Um dos assuntos mais confrontadores do evangelho é o dinheiro. Na cultura deste mundo, o dinheiro, muitas vezes, é quem manda. Dinheiro justifica escolha de profissão, de vocação, prazo para casar, número de filhos, o que ou não fazer. Na cultura do Reino de Deus, Jesus é quem manda, e a Sua vontade é justificativa para todas as decisões e escolhas.
 
         Quando Jesus fala sobre dinheiro no Seu ensino, Ele adverte sobre o acúmulo de riquezas. Mas Ele não fala sobre que tipo de riqueza devemos acumular, Ele fala sobre o lugar onde ela deve ser acumulada. Ele fala sobre não acumular na terra, mas acumular nos céus. Mais uma vez, Jesus chama a atenção para quem os seus discípulos são e a que cultura eles pertencem.
 
         Sua maneira de enxergar o dinheiro também revela que princípios e valores estão guiando a sua vida. A cultura terrena é temporária, assim como a riqueza e o que ela proporciona. A cultura dos céus é eterna.
 

 

         Leia Mateus 6:19-24 e I Timóteo 6:17-19. Pense em que lugar você tem investido e onde você tem acumulado suas riquezas.
 
Érica Reis é formada em Geografia pela UFF e atua como missionária da Cru Campus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *